Elegante sempre - Janaína Depiné

7 lições que aprendi ao costurar

Dois anos atrás decidi que queria costurar. Desejava fazer peças para minha casa, jogos americanos, sousplat, toalhas etc. Também queria dar sequência ao dom da minha falecida avó paterna que costurava. Procurei vários cursos, mas a maioria era para formar costureira de roupas (o que não era meu objetivo). Até que achei o blog “Minha primeira costura”, da Helena Compagno.

O nome logo chamou a minha atenção. Era exatamente o que buscava. Aprender a fazer a minha primeira costura (rs). Para minha felicidade, Deus sempre capricha. Além de Helena ensinar exatamente o que eu buscava, ela era minha vizinha. Morava apenas alguns prédios abaixo do meu condomínio.

E realmente foi um presente. Comecei do zero ( primeira lição: como passar a linha na máquina…hahaha) e durante um ano fiz minhas aulas semanais até produzir várias peças e, melhor, ganhar uma querida amiga.

Ainda hoje eu e Helena nos encontramos. Algumas vezes para que ela me ensine algo novo, outras apenas para um café entre amigas.
Das várias lições que aprendi na costura, muitas delas extraí para minha vida. E são elas que compartilho com você hoje.

1.Para ser bonito por fora tem que ser bonito por dentro

Confesso que eu não fazia ideia, mas a costura se vê por dentro. Afinal é lá que a linha passa, que os tecidos se encontram, que as combinações se concretizam. O resultado belo é só consequência de um trabalho bem feito por dentro. E conosco é exatamente assim. A beleza exterior é um reflexo da interna. Se estivermos bem, transparecemos.

“Os olhos são a candeia do corpo. Quando os seus olhos forem bons, igualmente todo o seu corpo estará cheio de luz.” Lucas 11:34

2.Temos que aprender a ver do avesso

Quando comecei a costurar achei muito estranho que tudo era pensado do avesso. O corte, a peça alinhavada, o ponto certo da costura…Tudo é visto por outro lado. Na vida também devemos ser assim. Ao nos depararmos com uma situação devemos olhar do avesso. Tentar enxergar o que está por trás, o que o pano de fundo esconde. Só assim poderemos entender o outro, ser mais compreensivos, exercitar a compaixão e empatia.

“Finalmente, sede todos de um mesmo sentimento, compassivos, cheios de amor fraternal, misericordiosos, humildes.” 1 Pedro 3:8

3.Precisamos saber recomeçar

Ah, isso Helena me esinou muito bem. Se não ficou bom, descostura e recomeça. Não podemos ter compromisso com o erro. Isso é claro que vale para tudo em nossa vida. Errou? Reconhece, pede perdão, muda, recostura o relacionamento e segue em frente!

“Esqueçam o que se foi;não vivam no passado. Vejam, estou fazendo uma coisa nova!” Isaías 43:18-19

4.Há tempo para todas as coisas

Não dá para costurar na hora em que se compra um tecido. Ele precisa ser lavado, secar, passar e então começar o trabalho. Na vida é assim também. Nem tudo pode ser feito na hora, quando e como queremos.

“Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.” Eclesiastes 3:1

5.Fazemos algo valioso

Descobri costurando que os trabalhos manuais são os mais caros do mundo. Afinal, foi investido neles o que há de mais precioso na modernidade: o nosso tempo.

Por isso, valorize os artesãos e os presentes personalizados, feitos à mão. Quem o fez pensou em você por muito tempo. Da concepção da ideia à criação do trabalho. Você foi protagonista daquela peça. Aprecie!

“O que as suas mãos tiverem que fazer, que o façam com toda a sua força”Eclesiastes 9:10

6.Temos prazer com o trabalho bem feito

Eu sempre disse que existe um “Padrão Helena de Qualidade”. Isso porque minha querida professora e amiga insistia muito na busca da perfeição. Com isso, lembrei-me do valor da excelência que Deus tanto nos ensina. Seja o que fizer, comprometa-se a fazer bem feito.

“Tudo o que fizerem, façam de todo o coração, como para o Senhor, e não para os homens” Colossenses 3:23

7.Deus não usa pessoas desocupadas

Gideão era um agricultor quando foi chamado para liderar um exército. Davi era um mero pastor de ovelhas quando foi ungido rei de Israel. Jesus era um aprendiz de carpinteiro quando deu início ao maior ministério da face da terra. Pedro, André, Tiago e João eram pescadores ocupados quando Jesus os chamou para serem “pescadores de homens”.

Enfim, basta olhar a sua volta para perceber que pessoas desocupadas são sempre enroladas e sem tempo para nada. Não é à toa que Deus usa pessoas ocupadas. Portanto, invista seu tempo, seus dons, suas mãos em algo útil e proveitoso. Não espere o “emprego dos sonhos” chegar. Faça o melhor com o que estiver ao seu alcance e, no tempo certo, você estará fazendo exatamente o que nasceu para exercer.

‘Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito” Romanos 8:28

 

janaína depiné e helena compagno
Dedico esse texto à querida Helena que me ensinou  muito com seu talento para os trabalhos manuais, mas me ensinou ainda mais em nossas conversas e até em nossos silêncios. Obrigada, minha amiga!

Ah, visite o site da Helena clicando aqui.

Aguarde...

Cadastre-se

Fique por dentro das novidades do blog!