Elegante sempre - Janaína Depiné

Como lidar com uma pessoa com câncer

Mesmo que a intenção seja das melhores, há coisas que não devem ser faladas para quem está enfrentando um câncer. Muitas vezes o que é dito é exatamente o que o paciente não quer ouvir. Por isso, preparei um post duplamente especial para ajudar você a lidar com elegância com pessoas queridas que estejam com essa doença.

Quem me ajudou nesse post foi minha corajosa sobrinha Natália Luz que está vencendo um câncer de mama aos 26 anos. Alto astral, corajosa e com muita fé ela encarou à doença e já deixou a pior fase para trás. No final desse post você confere uma entrevista inspiradora dela.

Natália Luz – coragem e fé para superar o câncer

Ela me ajudou a preparar essas dicas que serão úteis para você interagir com gentileza e empatia com pessoas que estão enfrentando um câncer.

Não fale do que não conhece

Pessoas que não tem certo conhecimento dão palpites ou comparam a situação de quem está doente. Falar do câncer de outras pessoas não ajuda em nada o paciente porque cada tipo de câncer é específico.

Quando lhe descreverem um procedimento médico, por exemplo,  ouça calada e com interesse. Deixe que o paciente conduza o rumo da conversa.

Dizer “se eu estivesse em seu lugar” também não funciona porque só a própria pessoa sabe pelo que está passando.

Não subestime

Dizer “não se preocupe” ou “vai dar tudo certo” devem ser expressões evitadas.

O paciente não quer ser animado porque, na realidade, é difícil saber o que sente e pensa um paciente.

Não seja curioso

“Comigo aconteceu muito isso. As pessoas tinham muita curiosidade para saber o que aconteceu, porque comigo. Acho que pelo fato de ser eu tão jovem”, explica Natália.

Ações valem mais

Em vez de palavras, ofereça ações. Veja o que a pessoa enferma precisa e ofereça ajuda de forma prática e específica. Ofereça-se para fazer compras, limpar a casa ou fazer alguma atividade que possa cansar ainda mais a pessoa.

Perguntar à pessoa o que ela quer, pode não ser uma boa ideia. “Isso é muito mais significativo que qualquer coisa que você possa falar”.

Perguntas interessantes

Para uma pessoa já curada ou superando a doença você ê pode perguntar “O que você aprendeu com a experiência?” ou “Qual é sua relação com o câncer hoje?” Isso vai abrir espaço para a pessoa mostrar, com orgulho, o que tem enfrentado. Ela poderá contar como ajudou outras pessoas que combatem a doença e como você pode ajudar também.

“Você está linda” é uma frase que motiva quem está de cabelo novo e recuperando a autoestima.

“Fico feliz pela forma que você encarou essa batalha”, isso mostrará seu orgulho e felicidade por não deixar o câncer derrotar!

Por fim, guarde suas opiniões para você e mantenha o tom positivo da conversa. O segredo é julgar menos, aceitar mais. Falar menos e escutar. Assim você terá mais empatia.

Confira agora a entrevista e seja inspirada por minha linda sobrinha:

Aguarde...

Cadastre-se

Fique por dentro das novidades do blog!